quinta-feira, 17 de Abril de 2008

Salada de Espinafres em massa brick

Hoje foi dia de refeição rápida e light, para combater a gulodice dos últimos tempos... não tarda nada chega a época balnear e não dá para andar a correr p'ró ginásio e esperar que o milagre aconteça!

Tinha massa brick há já algum tempo a aguardar uma receita saborosa, mas sempre que olhava para ela, lembrava-me as receitas com queijo chevre derretido com doce de abóbora e durante uns dias afastei-a da mente para não pecar!
Dei comigo a pensar o que haveria de fazer, de forma a ficar satisfeita (da fome e da vista) e não cozinhar nada com muita gordura, e este, foi o resultado!

Muitos verdes e uma mistura saborosa e leve para o jantar, soube mesmo bem!.. Até parece Verão :)

Ingredientes
3 placas de massa brick
2 porções congeladas de espinafres em folha
1 ovo mexido (o ideal seria fazer só com a clara do ovo, porque é mais saudável)
2 salsichas de aves
8 camarões (não fiquei com o registo do tamanho, mas são médios)
2 folhas de alface de folha fina
1 dente de alho
Confecção
Coloque as folhas/placas de massa brick dentro de uma taça para levar ao forno, de modo a que ganhe a forma desejada para servir a salada (o ideal será colocar pesos de cozinha ou outra taça que encaixe dentro das placas para dar a forma adequada). Deixe no forno por 10/15 minutos.
Inicie a preparação da salada, ao colocar os espinafres a saltear com 1 dente de alho bem picado. De seguida coloque os camarões semi descongelados e deixe apurar. Corte a alface em juliana bem fina e as salsichas. Por fim prepare o ovo mexido e misture todos os ingredientes dentro da taça de massa brick.
Tempere com sal, vinagre e um fio fino de azeite (a gosto) e sirva de imediato para não cozer a alface. (Neste caso a taça também se come :))

segunda-feira, 14 de Abril de 2008

Material novo...

O post de hoje, é para comemorar a chegada da minha mais recente encomenda de artigos para cozinha!
Há um site da qual sou fã e gosto de espreitar, não só por ser uma loja famosíssima em Londres e Paris, mas porque tem um pouco de tudo a preços acessíveis e peças engraçadas! Tudo tem um estilo minimalista, mas funcional! (Provavelmente até tem igual noutras lojas por cá, não digo que não... mas o que querem? Vi-as primeiro nessa página e dei ordem de compra!!! Chinesisses...)

Estas colheres de medida vieram da MUJI e já não é a primeira vez que encomendo artigos, de escritório e estacionário... a encomenda é fácil e a recepção não demora nada!
Já anseio pela próxima aventura para as pôr a uso!

sábado, 12 de Abril de 2008

Taças de Côco com Chocolate

Esta sobremesa de aspecto delicioso, retirei do livro da Donna Hay "Cozinha Rápida para saborear devagar", que comprei há alguns meses e que andava ansiosa por experimentar!
Primeiro apaixonei-me pelo layout e fotos, depois pela facilidade da confecção das receitas e por fim pelo seu aspecto sempre tão apetitoso e convidativo, tanto para apresentar em recepções de amigos e festas, como simples refeições em família...
Hoje, a confecção desta sobremesa não se deveu a nenhum jantar em especial, mas à simples curiosidade de a ver feita e a provar.
Perfeita para saborear com um café ou um chá!

Ingredientes
(para as taças)
2 claras de ovo
1/2 chávena de açúcar (usei amarelo)
2 chávenas de coco seco
(para o recheio)
1 chávena de natas light
125 g de chocolate negro de boa qualidade picado (usei o da marca Lindt)





Confecção
Pré-aqueça o forno a 180ºC. À parte misture bem as claras, o açúcar e o coco.
Unte as formas com manteiga e com a ajuda de uma colher, pressione a mistura de coco em formas de queque, cobrindo a base e os lados de modo a formar uma caixa. Leve ao forno por 8/10 minutos, até as caixas começarem a ficar douradas. Deixe arrefecer durante 1 minuto, para as retirar e arrefecer mais um pouco.
Entretanto prepare o recheio: leve as natas a lume médio e deixe aquecer até quase ferver. Retire do lume e adicione ao chocolate picado. Mexa até o chocolate estar derretido e macio.
Verta o chocolate para as caixas de coco e leve ao frigorífico durante 10 minutos ou até o recheio estar firme.
(a receita está programada para 8/9 tacinhas)

quarta-feira, 9 de Abril de 2008

Vol-au-vent com Creme de Camarão


Estes não foram realizados por 'ma personne', mas achei-os dignos de registo!

O gosto e arte pela culinária, herdei-a dos meus 'papis' (como costumo chamar), que cozinham maravilhosamente bem! Neste caso foi a mummy que a apresentou na mesa de Domingo!

Esta receita não é nova, muito pelo contrário, mas nunca tínhamos experimentado esta entrada. Além de saborosa, é muito vistosa e cria logo um ambiente de festa!

A massa já a compramos pronta (o que ajuda muito), embora não tenha ficado com o registo da marca, a receita do recheio, vinha na própria caixa (que também foi destruída, após a confecção, apenas por distracção).

Fica em falta a receita, que prometo mais tarde postar, mas não quis deixar de apresentar a foto, pois na falta de ideias para servir uma entrada num jantar de amigos, não se esqueçam desta opção!

sábado, 5 de Abril de 2008

Crumble de Maçã e Canela



Cá está ela... a 'prometida'!!! A preferida do maridão e da família inteira! (chamo a 'prometida' porque desde que a fiz, que ando a prometer que vou repetir...)

É que desde que provei pela primeira vez esta sobremesa, que andava 'doida' por fazê-la cá em casa.
Parece difícil e de ingredientes complicados, mas é até muito fácil e divertido de fazer!
A propósito de um café entre amigos cá em casa e a pedido do marido, lá fui levantar a receita da 'prometida' e voltei a confeccioná-la! Ficou bestial... com menos açúcar e mais maçã, ficou no ponto!
Na verdade, pesquisei muitas receitas para analisar o grau de dificuldade e resultado, mas esta foi a que me pareceu mais simples para iniciação. Agora que já apanhei o jeito, não vou parar de a explorar com outros ingredientes! A seu tempo, vou postar mais crumbles.

Ingredientes:
4/5 maçãs reinetas
miolo de noz q.b.
1/2 colheres de açúcar amarelo
2 colheres de canela em pó
2 chávenas almoçadeiras de farinha extra-fina
meia chávena almoçadeira de açúcar branco
100g de manteiga ou margarina (uso sempre Vaqueiro)
Vinho do Porto

Confecção:
Corte as maçãs em pedaços pequeninos para uma taça larga, adicione o miolo de noz triturado e as medidas de açúcar amarelo e canela. Reserve.
Noutra taça, misture a farinha, o açúcar branco e a manteiga a seco.
No tabuleiro ou tacinhas individuais onde vai servir a sobremesa, pincele com margarina e coloque o preparado de maçã e em seguida a mistura da farinha. Regue com Vinho do Porto (algumas pingas, pois o crumble quer-se seco e estaladiço) e pequenas pitadas de manteiga para levar ao forno.
Deixe-o no forno durante 30 minutos e está pronto a servir! (fica delicioso com uma bola de gelado, mas aí já vai da preferência e dieta de cada um :)

terça-feira, 1 de Abril de 2008

Muffins de Pêra com sementes


Sempre fui apreciadora destes maravilhosos bolinhos e das variações que lhe podemos dar: com frutas frescas, frutas secas, sementes, chocolate ou até tudo junto, enfim... são infinitas as maravilhas desta receita! Apenas me limitava a consumi-los com moderação, devido à dieta vitalícia que me persegue...
Por isso e porque já tinha guardado a receita de Muffins de Pêra da Elvira's Bistrot há já algum tempo, hoje foi dia de a pôr em prática!

Com algumas alterações (até porque não tinha a totalidade dos ingredientes), decidi pôr mãos à obra e confesso que ficaram não só lindos de morrer, mas com um sabor fantástico!

Ingredientes:
350 g farinha trigo
120 açúcar amarelo
1 colher de chá de fermento
2 colheres de sobremesa de canela
2 colheres de sob. de sementes de sésamo
2 pêras rocha
3 ovos
2 dl óleo
2 dl leite magro
1 colher de chá de bicabornato de sódio


Confecção:
junte a farinha, o açúcar, o fermento, as sementes de sésamo e a canela e misture a seco. Forme um buraco no centro e verta os ovos e o óleo e mexa!
No meu caso, achei a mistura muito grossa e então adicionei leite 'a olho', de modo a tornar o preparado mais líquido e fácil de verter nas forminhas.
Não consegui adicionar o bicabornato, pois não tinha em casa, mas de facto confesso que faz falta para tornar o muffin mais suave na degustação e digestão!